A TES inteligente do Protheus é uma automação que pode facilitar a rotina da sua empresa, pois ela permite o cadastro automático dos tipos de entrada e saída no ERP, segundo parâmetros pré-definidos, evitando erros de digitação e otimizando o tempo dos colaboradores.

A seguir, vamos mostrar um pouco mais sobre o que são tipos de entradas e saídas e a tabela de códigos, e em seguida informações sobre como configurar a TES inteligente no Protheus, passo a passo. Acompanhe!

O que é TES no Protheus?

TES significa “Tipo de Entrada e Saída”, e dentro do Protheus é um código utilizado para identificar o tipo de movimentação de determinado produto de nota fiscal. Por ser ligado à questões fiscais, é muito importante parametrizar a TES corretamente, a fim de evitar problemas futuros.

Para configurar a TES inteligente, é preciso ter previamente os cadastros dentro do Protheus, que podem ser encontrados no módulo de compras, em “atualizações → cadastros”. É nesse cadastro também que será determinado sobre as operações dentro do ERP envolvendo a TES determinada (por exemplo: se o produto sairá do estoque).

Existem movimentações de entradas e de saídas, representados por códigos de três dígitos. Por convenção, o primeiro dígito irá indicar sobre o tipo de transação e se é de entrada ou saída, porém isso não é uma regra. Vamos apresentar uma tabela da TES para um melhor direcionamento caso você não tenha definido um padrão:

1 – Entrada de origem estadual.

2 – Entrada de origem interestadual.

3 – Entrada de origem externa ao país.

5 – Saída para dentro do estado.

6 – Saída para fora do estado.

7 – Saída para fora do país.

Ao fim deste artigo você poderá ver em anexo a tabela completa dos tipos de entrada e saída.

O que é TES inteligente

Trata-se de uma rotina que facilita o preenchimento da TES em documentos fiscais, por meio da automatização. Ela pode ser parametrizada para pedido de vendas (MATA410), pedido de compras (MATA121) e documento de entrada (MATA103).

Nos próximos lançamentos, quando for informado um determinado tipo de operação, a TES inteligente fará o preenchimento automático do campo sobre tipo de entrada e saída.

Caso você utilize um importador de notas automático, como o da Arquivei, os parâmetros de preenchimento serão respeitados, assim como a configuração da TES inteligente.

Leia também: Os 9 tipos de condição de pagamento Protheus e como cadastrar

Como configurar a TES inteligente no Protheus – passo a passo

Uma vez com o código de entradas e saídas dentro do Protheus, é simples configurar a TES inteligente. Veja o passo a passo:

  1. Entre no módulo de compras, e vá em “Atualizações → Cadastros → Entrada/Saída Inteligente”.
  2. Entre na rotina de TES inteligente e clique em “+ Incluir” na aba superior.
  3. Dê um nome para a configuração no campo “Descrição”.
  4. Informe o tipo de operação para o qual a TES será preenchida de forma automática.

Também é possível incluir outras informações, como fornecedor, produto, estado, etc. A partir disso, na hora de fazer o lançamento no ERP, basta informar o tipo de operação que a TES e todas as informações que advém dela serão preenchidas de forma automática.

Isso garante muito mais agilidade no lançamento e também segurança, pois o colaborador não precisa ter expertise em parâmetros legais e decorar todos os códigos, já que preencherá apenas o tipo de operação para fazer o vínculo de dados.

Para garantir ainda mais segurança na hora de lançar documentos fiscais, é recomendado possuir um Importador de XML automático, como o da Arquivei Assim, os documentos serão recebidos da Secretaria da Fazenda e irão automaticamente para o ERP Protheus, dispensando digitação manual e com a maioria das informações já preenchidas.

Se você tem interesse em conhecer a solução da Arquivei, clique aqui!


Tabela de tipos de entrada e saída (TES) para o Protheus

Existe uma tabela convencional para o cadastro de tipos de entrada e saída. Não é uma obrigatoriedade que sua empresa precisa seguir, porém, a tabela pode ser útil na configuração e padronização dos códigos.

Primeiro dígito da TES – tipo de transação

1Entrada de origem estadual
2Entrada de origem interestadual
3Entrada de origem externa ao país
5Saída para dentro do estado
6Saída para fora do estado
7Saída para fora do país

Segundo e terceiro dígitos da TES – tipo de operação

11Compras/Vendas para industrialização
12Compras/Vendas para comercialização
13Industrialização efetuada por outras empresas
14Material para utilização de prestação de serviços (E)
21Transferência para industrialização
22Transferência para comercialização
23Transferência para distribuição de energia elétrica
24Transferência para utilização da prestação de serviços
25Transferência de produto do estabelecimento que não deva transitar pelo estabelecimento depositante
26Transferência de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros que não devam transitar pelo estabelecimento depositante

Entradas

31Devoluções de vendas de produção própria de terceiros e/ou anulações de serviços
32Devoluções de vendas de mercadorias adquiridas e/ou recebidas de terceiros
33Anulação de valores relativos à prestação de serviços
34Anulação de valores relativos à comercialização de energia elétrica
41Comercialização de energia elétrica para distribuição
42Comercialização de energia elétrica para utilização no processo industrial
43Comercialização de energia elétrica para consumo no comércio para entradas
44Comercialização de energia elétrica para prestação de serviços
61Compra de serviços de transporte para serviços de mesma natureza
62Compra de serviços de transporte para utilização no processo industrial
63Compra de serviços de transporte para consumo no comércio
64Compra de serviços de transporte para prestação de serviços telefônicos
65Compra de serviços de transporte pela distribuidora de energia elétrica
91Compra de ativo fixo e/ou material de consumo
92Transferência de ativo fixo e/ou material de consumo
93Entrada de material para industrialização por encomenda
94Retorno simbólico de insumos utilizados na industrialização por encomenda
95Retorno de remessas para vendas fora do estabelecimento
99Outras entradas e/ou aquisições de serviços não especificados

Saídas

31Devoluções de compras para industrialização
32Devoluções de compras para comercialização
33Anulação de valores relativos a serviços
34Anulação de valores relativos à comercialização de energia elétrica
44Comercialização de energia elétrica para consumo rural
45Comercialização de energia elétrica para não contribuinte
51Compra de serviços telefônicos para distribuição
52Compra de serviços telefônicos para utilização no processo industrial
53Compra de serviços telefônicos para consumo no comércio
54Compra de serviços telefônicos para prestação de serviços
55Compra de serviços telefônicos pela distribuidora de energia elétrica
61Venda de serviços de transporte para serviços de mesma natureza
62Venda de serviços de transporte para contribuinte
63Venda de serviços de transporte para não contribuinte
91Venda de ativo imobilizado
92Transferência de ativo fixo e/ou material de consumo
93Saída de material para industrialização por encomenda
94Remessa simbólica de insumos utilizados na industrialização por encomenda
95Devolução de compras para o ativo imobilizado e/ou material de consumo
96Remessas para vendas fora do estabelecimento
99Devolução de compras e/ou prestação de serviços não especificados
Temas:

Compartilhe nas redes sociais

Escrito por Arquivei

Uma empresa focada em se tornar o maior SaaS do Brasil, conectando todas as áreas que utilizam documentos fiscais de uma empresa em um só lugar. Trabalhamos com NFes, NFSes, CTes, MDFes, NFCes, CFe-SAT com integrações com SAP, TOTVS, Bling, Tiny e muitos outros ERPs para facilitar as rotinas das empresas brasileiras! Saiba mais sobre o autor